Amizade em 2010.

26-10-2010

Um dia, um GRANDE HOMEM disse:

"No final, não nos lembraremos tanto das palavras de nossos inimigos, senão dos silêncios de nossos amigos".

Admiro a sensibilidade para escrever tal coisa. E leva-me a pensar que qualquer um está sujeito à benção de ter verdadeiros amigos e ao azar de ter outro tipo de pessoas na sua vida. A amizade é um sentimento do nosso dia-a-dia... significa respeito, justiça, coerência, confiança, tortuosidades, impaciências e muito mais... Mas não deixa de ser uma construção de uma casa por duas pessoas, cada uma a suar pela outra, mesmo nos momentos mais difíceis...!

Gosto de sentir isto que tenho sentido... Gosto de puder chorar e de não ter que o fazer sozinha! Gosto de ouvir dos vossos lábios o que não devia ter feito e que estava errada e, mesmo assim, sentir que vos tenho comigo! Gosto quando se sentem orgulhosas de mim porque agi correctamente!

E gosto de ver TV no teu sofá, de me encostar no teu colinho e da sensação dentro de mim de paz quando estás comigo. Gosto de olhar para ti e tu para mim e de dizer a rir "Pára de ouvir os meus pensamentos e de os dizer!", de sermos tão diferentes e tão iguais

Gosto de te ver rir às gargalhadas e de ficar triste porque não podes estar comigo por causa de um exame de uma cadeira qualquer terminada em "ia" e que eu nunca hei-de perceber por muito que tentes explicar! Gosto de pensar que me conheces e que contigo será SEMPRE e TUDO!

Gosto de quando falas a sério e eu fico admirada... Gosto quando brincas e és espontânea!

Gosto quando me chamas de "meu anjo" e de não precisares de muito tempo para me explicar algo porque percebes que somos as duas perspicazes!

Gosto de pensar como é que é possível seres a única a lembrar-te de certas coisas e de tecer certas observações, até pela coisa mais insignificante que em ti parece ser importante!

Gosto de me lembrar quando conversávamos sobre aquilo que nos era familiar e nos fazia sentir felizes... a sensação de seres das poucas a compreender a necessidade de um amor e a felicidade de o viver!

Enfim... todas vocês estiveram, estão ou estarão presentes! O passado não define o presente... o presente não influencia o futuro! Por vezes deveria... mas não deixo que aconteça!

Existiram e ainda existem momentos maus! Que gostamos de nos sentar e opiniar sobre algo que nem requer a nossa opinião mas sim a nossa solução, gostamos! Mas não nos impede de procurarmos a solução, de nos preocuparmos, de sermos genuínas. Tantos anos depois de momentos como Sarau... e tudo mudou e nada se alterou!

Desilusão? Não tenho intenção de apontar ninguém! Fica na consciência de cada uma...

Não importa! O que importa é que a ir ou a vir, fizemos parte umas das outras, fomos o pior do pior e o melhor do melhor! Fomos nós... Somos nós... Mudadas ou não!

No fim quero continuar a acreditar que o bom foi sempre genuíno; o mau sem maldade!